sexta-feira, 22 de março de 2013

Deputado Evangélico Pr. Marco Feliciano Renuncia...

O Deputado e Pr. Marcos Feliciano renuncia.


Perseguição religiosa. Mentiras. Agressões.
Entidades demoníacas “recebidas” em porta de uma Igreja Evangélica como forma de afronta e provocação. E ainda precisamos lidar com o fato de que vários entre nós somos coniventes e cúmplices das covardias provocadas contra o deputado.
Quero ver quando a Comissão novamente estiver sendo dirigida e presidida por grupos pró homossexuais e pró aborto qual vai ser a atitude desses irmãos.

***Palavras do deputado sodomita Jean Wyllys: Eu não temo não me reeleger, foram os orixás que me colocaram nesse mandato.


“Antes da faca entrar, ela é afiada, ela vai sendo afiada"... Avisa em tom ameaçador a Dep .Fed. Érika Kokai.


E muitos ainda não entendem exatamente contra quem estamos lutando. O que de fato estas por detrás de todas essas questões envolvendo os grupos pró homossexuais.






O que você está esperando meu irmão???

             Renuncie você também!!!

segunda-feira, 18 de março de 2013

Pena de Morte - Contra ou a Favor? Vote!

São 09:00 da manhã de uma quarta-feira, o Sr. Fausto já arrumado espera por sua esposa ansioso. Ela termina de arrumar os cabelos e faz as ultimas recomendações para sua filha caçula sobre o que preparar para o almoço.

Eles entram no Fiat Palio comprado à prestação e se dirigem para o banco onde ele vai receber seu primeiro salário como aposentado. O sr. Fausto tem 65 anos, é um homem ativo, pai de três filhas e um filho e avô de quatro netos. Esposo, pai e avô sempre dedicado.
Ele já havia combinado que na volta para casa compraria alguns presentes para os netos.
No caminho de volta, em uma avenida movimentada na zona norte da cidade de São Paulo dois “meninos” se aproximam do carro e um deles anuncia o assalto.
O sr. Fausto olha para o rosto de criança de um deles e não acredita na possibilidade de estarem armados, quando argumenta sobre o que eles realmente querem leva um tiro a queima-roupa no peito.
Sua esposa sem acreditar no ocorrido sai do carro, os dois meninos correm enquanto ela grita desesperada por socorro.
Logo aparecem alguns transeuntes, chamam o SAMU, tudo em vão, o sr. Fausto já está morto.
Mais à frente dois agentes da guarda metropolitana conseguem apreender um dos agressores, exatamente o que fez o disparo. Ele já havia se livrado da arma. Ele confessa que efetuou o tiro que tirou a vida do aposentado.
M. tem 17 anos, já praticou mais de trinta delitos, entre pequenos furtos e tráfico de entorpecentes. Esse é seu segundo latrocínio, (crime de roubo seguido por homicídio).
M. será novamente recolhido a “Fundação Casa”, para a mesma unidade de onde havia fugido há apenas duas semanas.

Daqui a dez meses ele será posto em liberdade, com sua “ficha” limpinha, afinal de contas ele é menor de idade.

Em casa choram a viúva, as filhas, o filho e os netos do sr. Fausto. Parentes e vizinhos se lamentam pelos cantos ainda descrentes com o triste e fatídico fim do querido sr. Fausto.
O aposentado que será apenas mais um nas estatísticas da criminalidade incontrolável que tomou conta de nossas cidades.
Essa poderia ser apenas uma história do drama vivido por centenas de famílias, mas não é. O fato é real e apenas os nomes dos envolvidos foram mudados.
E eis a pergunta que não quer calar?
Qual resposta deverá ser dada a fim de por fim a tanta crueldade, a tanto desrespeito com a vida?
Repito abaixo uma enquete que gerou muita polemica aqui no blog.

Você é favorável a pena de morte para quem estupra e mata crianças?
AVISO!
Logo após um vídeo existem várias imagens chocantes. Estão no final da página a pedido de alguns leitores que preferem não vê-las.
São crianças que foram estupradas e algumas esquartejadas. Se você é sensível a esse tipo de exposição pule direto para os comentários quando avistar o vídeo. Ao lado tem uma enquete que eu gostaria que você assinalasse sua escolha além de deixar um comentário com sua opinião sobre o tema.


Entre explicações e porquês vários internautas manifestaram suas opiniões sobre o tema.
Em meio ao debate me deparei pesquisando aqui e ali com um crime que só é lembrado quando a mídia trás algum fato novo e macabro. O estupro de crianças. E que na maioria das vezes é seguido de morte. O que mais choca é que a morte normalmente e provocada durante o ato sexual com requintes de crueldade. A maioria deles esquartejam suas vítimas após abusarem delas sexualmente, arrancam pedaços do corpo da criança com os dentes ou com algum instrumento cortante.
Não existem limites para a crueldade desses monstros como também não há limite mínimo de idade, os abusos são cometidos até em crianças de apenas dois meses de idade.  
Existem informações de que muitas crianças com idade entre dois meses e dois anos de idade são “encomendadas” por pedófilos, que, depois de abusarem das mesmas matam e descartam o corpo.

Talvez o fato explique em parte os milhares de casos de crianças desaparecidas que nunca mais são encontradas.
A narrativa abaixo aconteceu recentemente bem perto de onde estou agora, no mesmo bairro onde tenho meu escritório.

José Alan Matos de Almeida, de 31 anos, é borracheiro e tem 3 filhos. Ele admitiu ter estuprado mais de uma vez o filho caçula, de 9 anos. Disse que os abusos começaram no mês passado, e em apenas um dia chegou a estuprá-lo duas vezes.
_____________________________________________________________________________
José contou detalhes do abuso por ele cometido a um repórter da Tv Mix de Limeira, emissora que concedeu à TVB Record o direito de reproduzir o depoimento. O pai do menino estuprado alegou que estava bêbado e isso permitiu que acabasse cometendo o crime. Ele disse que tomava banho quando o filho entrou no banheiro e sugeriu para ele que mantivessem relações sexuais. O menino, segundo o próprio pai e estuprador, não teria negado nem aceitado.

O abuso do caçula de 3 irmãos veio à tona em razão da criança ter contado tudo para a mãe. A história ganhou o reforço do irmão mais velho, de 11 anos, que confirmou ter assistido ao último abuso sofrido pelo irmão mais novo através de uma fresta na parede. O repórter Marcelo Casagrande traz mais informações sobre esse caso.


A justificativa do animal: "Foi um deslize"!
A resposta do estado: "Se for condenado poderá pegar até doze anos de prisão"!
Ou seja, se for condenado ficará no máximo quatro anos preso, depois disso volta para as ruas para estuprar (por deslize) outras crianças.











Qual é a sua opinião sobre o assunto? O estado deveria adotar a pena capital para esses casos?


Não esqueça de votar na enquete, o quadro esta do lado direito do blog, logo no inicio da página.
Pr Anselmo Melo